Postagens

Vinotrip: Argentina 2014!

Imagem
por Jylson Carvalho (conteúdo publicado na Revista Terroir Boccati)




É com muita alegria que falo da minha emocionante viagem à Argentina no ano de 2014, a Mendoza e Buenos Aires, para visitar uma das mais importantes e tradicionais vinícolas do país, a Nieto Senetiner. Essa viagem se originou devido a parceria entre a Boccati e a importadora Porto a Porto, em que fomos convidados a conhecer direto da fonte, como esses belos vinhos são produzidos e conduzidos com muito amor e respeito. “Comecei bem”. O voo atrasou.... mas atrasou tanto, a ponto de eu quase não conseguir embarcar, o que já me desesperava pois me impossibilitaria de conhecer os vinhedos da Nieto e perdesse talvez a metade mais importante do passeio (não desmerecendo a Casa Nieto Senetiner em Buenos Aires que falarei em seguida). Nessa emocionante história de angústia e terror, tive o prazer de me deparar com uma e grande figura no mundo do vinho, Alejandro Cardoso, enólogo uruguaio e grande amigo, que deveria estar no mesmo …

Métodos diferenciados na produção de vinhos!

Imagem
por Flávia Busetti
Ânforas: Surgiram provavelmente na Roma antiga, por volta de dois mil anos atrás. Está técnica está sendo resgatada por trazer a autêncidade da uva, e as características do terroir. Além disso, elas prometem trazerem mais mineralidade, devido à pouca interferência humana, principalmente na fermentação. Ela dura em média 07 meses, e após prontos ficam por alguns anos descansando até serem comercializados. Em 2018 a vinícola Lidio Carraro, situada na Serra Gaucha, lançou vinhos criados em ânfora, com a argila proveniente de seus próprios vinhedos. Os vinhos, que ficarão prontos somente em 2020 já está com, praticamente, todas as garrafas vendidas.

Ovos de cimento: Técnica que é inspirada nas ânforas dos etruscos, gregos, persas e romanos. O primeiro “ovo”, foi lançado na França em 2001, por Marc Nombold. Ela vem com a tendência de realçar as características do terroir. Seu formato, faz com que a movimentação do vinho seja constante, suas paredes porosas permitem a micro ox…

Chefs Amadores: Mini Torta Mousse!

Imagem
por Chef Deiwid Zottis
INGREDIENTES
Brownie (base)
170g de manteiga sem sal 3 ovos + 1 gema 170g de chocolate meio amargo 113g de chocolate amargo 350g de açúcar 94g de farinha de trigo 1 colher de chá de extrato de baunilha
Modo de Fazer: 1. Derreta a manteiga com os chocolates em banho-maria. Reserve. 2. Em uma vasilha grande, misture os ovos + a gema com o açúcar por 2 minutos ou até que fique uma mistura esbranquiçada. 3. Adicione a baunilha, o chocolate e manteiga derretidos e misture. Acrescente a farinha e misture. 4. Transfira a mistura para uma assadeira de 20 cm untada e leve para assar em forno preaquecido à 180 C por 35-40 minutos.
Mousse de Caramelo Cremoso (camada do meio):
200g de açúcar cristal 100g de manteiga sem sal 300ml de creme de leite 1 colher de sopa de gelatina sem sabor dissolvida em água
Modo de Fazer: 1. Em uma panela com fogo baixo, derreta o açúcar. Não mexer o açúcar enquanto derrete. 2. Com o açúcar derretido, misture a manteiga rapidamente até incorporar no açúcar. 3. Ac…

Receita RAR: Filé envolto em folha de couve com alho, óleo e pimenta vermelha!

Imagem
Confere abaixo esta receita fenomenal!
Ingredientes:
600g de filé mignon cortado em 1 única peça
4 a 6 folhas grandes de couve
2 pimentas dedo de moça
4 dentes de alho
50ml de azeite de Oliva Campos Gourmet Picual

Preparo:
Passe as folhas de couve em água fervente por cerca de 2 minutos ou até amolecerem um pouco. À parte grelhe rapidamente o filé, cerca 2 minutos de cada lado, e deixe resfriar na geladeira por 30 minutos. Após, enrole cuidadosamente o filé com as folhas de couve e leve ao forno por aproximadamente 15 minutos (para uma carne ao ponto). À parte, aqueça o azeite de oliva Campos Gourmet em uma frigideira e coloque os 4 dentes de alho cortados ao meio e as pimentas dedo de moça cortadas em tiras finas e sem as sementes. Quando o alho começar a dourar, está pronto. Para finalizar, corte o filé em 4 partes iguais de aproximadamente 150g cada, disponha no prato e derrame um pouco do azeite temperado sobre cada um. Use os alhos dourados e a pimenta para decorar.

Fonte: RAR

Pratos difíceis de combinar? A gente te ajuda!

Imagem
Na hora de consumir vinhos é muito comum pensarmos qual prato seria ideal para acompanhá-lo. A harmonização é um momento importante para os amantes da bebida, pois é preciso combinar os sabores dos alimentos com as principais características do vinho. O ato de combinar os aromas e sabores da bebida com os de um alimento ou prato específico pode proporcionar experiências gustativas únicas. Mas nem sempre isso é fácil. Existem alguns alimentos difíceis de harmonizar com vinho e que exigem maior atenção e cuidados para que não estrague a experiência gastronômica. Confira!
Legumes frescos Vegetais frescos são muito difíceis de harmonizar com vinho por serem resinosos, possuírem sucos verdes e acidez excessiva. Para acompanhá-los, prefira vinhos mais leves, como Pinot Noir ou Gammay.

Ovos Essa missão de harmonizar ovos com vinho não é tão fácil, porém, é possível tentar com vinhos brancos minerais e mais leves, como Suavignon Blanc.

Aspargo Com uma textura mais fibrosa e sabor amendoado ele fica m…

Conheça os métodos de produção do espumante: Charmat, Champenoise e Asti!

Imagem
por Sommelier Rodrigo Webber Drum (parte do conteúdo públicado na Revista Terroir Boccati)



O grande universo dos espumantes é encantador! Do couvert à sobremesa, pode-se encontrar um espumante que harmonize perfeitamente com seu prato. Uma bebida versátil, que pode ser degustada em todas as estações. Sempre presente em festas e celebrações, o espumante é carregado de simbologias, sendo sinônimo de vitórias e comemorações, fazendo parte de muitos brindes em nossas vidas.
Mas afinal, o que é um vinho espumante? Segundo a legislação brasileira, um vinho espumante é o resultado da fermentação de uva sã, fresca e madura, no qual se encontra presente o gás carbônico, proveniente da sua fermentação. Outra diferença em relação aos vinhos tranquilos (sem borbulhas), é que na grande maioria dos casos, o espumante é elaborado a partir de duas fermentações. Isso quer dizer que praticamente todo espumante já foi um vinho tranquilo, que até então leva o nome de vinho base. Os vinhos espumantes podem se…

Onde comer em Madrid!

Imagem
por Eduarda D’Agostini


É impossível falar da Espanha sem falar da sua gastronomia! Um país pequeno, porém rico gastronomicamente e a capital Madrid é recheada de opções. Para complementar a matéria especial sobre a Espanha (Revista Terroir Boccati – Outono 2019), compartilho com vocês alguns locais mais centrais que considero interessantes de conhecer.

Mercado de San Miguel: bastante turístico e sempre muito movimentado. Tem de tudo, alimentos frescos para levar para casa ou opções para comer por ali mesmo. É lindo e vale a pena conhecer, mas pode ser um pouco mais caro e difícil de encontrar lugar para sentar.

Mercado de San Ildefonso: a entrada é pequena e discreta, porém é um mercado com vários andares e no penúltimo tem um pequeno salão onde podemos pegar uma mesa ou compartilhar com outras pessoas. A variedade de comidas e bebidas é grande e podemos comprar de vários restaurantes diferentes. Além de ter DJ nos finais de semana. É meu favorito!

Mercado de San Antón: um mercado onde po…