Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2017

Como harmonizar sua ceia de Natal

Imagem
Uma das melhores épocas do ano está chegando, a noite de Natal e, adicionar um bom vinho à mesa deixará esse momento ainda mais perfeito. Para ajudar, seguem algumas dicas de harmonização com os pratos mais tradicionais da ceia natalina.
Peru: Com sabor marcante, harmoniza com tintos de média estrutura e acidez agradável, sem excesso de teor alcoólico. Um Pinot Noir do Velho Mundo e os tintos portugueses do Douro são excelentes opções.
Carnes Suínas: Podem ser harmonizadas com vinhos tintos ou brancos. Pernil e costelinha que são mais gordurosos combinam com os vinhos espanhóis da casta Tempranillo, com o Pinot Noir do Novo Mundo ou com o Merlot tradicional. Já lombinho e picanha suína que são carnes mais suaves, pedem vinhos brancos, como Sauvignon Blanc brasileiro ou chileno ou um Chardonnay com notas de madeira mais acentuadas.
Bacalhau: Para pratos com bacalhau, dê preferência aos vinhos aromáticos e jovens, brancos com algum corpo e perfumados, com acidez, sem madeira, jovens e fru…

Espumante Brut, Demi-Sec ou Moscatel?

Imagem
Está chegando a hora de brindar a chegada de 2018. E qual é o melhor espumante para acompanhar a refeição da virada? Essa é uma dúvida muito comum e a classificação do espumante auxilia na escolha dos rótulos!
A classificação do espumante pode se dar em relação a quantidade de açúcar que o vinho possui:  Brut: para quem aprecia um espumante seco, possui teor de açúcar variando de 8g/l a 15g/l.Demi-sec:para quem aprecia um espumante meio doce, possui teor de açúcar variando de 20g/l a 60g/l.Moscatel:para quem aprecia um espumante doce, possui teor de açúcar variando de 60g/l a 80g/l.
Além desses tipos de espumantes, existem também o Nature que émuito seco e possui menos de 3g/l e o Extra-Brut, também muito seco e possui teor de açúcar variando entre 3g/l a 8g/l.
Outra forma de classificação dos espumantes é relativa ao método da segunda fermentação, que podem ser basicamente de duas maneiras: Método Charmat: através do método Charmat, dentro de grandes tanques, geralmente utilizado nos espu…

Vinhos e churrasco: aprenda a harmonizar

Imagem
Eles combinam sim! Para quem curte servir churrasco com um bom vinho, é importante saber que não há um estilo único de tinto indicado para harmonizar. A harmonização vai muito além, deve-se prestar atenção no modo de preparo, temperos, molhos e quantidade de gordura da carne para então escolher o vinho. É importante destacar que sal e tanino são duas coisas que não combinam, por isso, quanto mais salgada a carne, menor deve ser o tanino do vinho (e vice-versa). No caso de a carne ser gordurosa, pode-se degustar rótulos com maior acidez e taninos para amenizar a gordura que envolverá o paladar.
Abaixo algumas dicas para você harmonizar com cada tipo de carne:
Picanha

É tradicionalmente uma carne macia, fibrosa e com uma capa de gordura. É fácil e rápida de preparar e deve-se manter a gordura para que o sabor e a maciez sejam acentuados. Para garantir uma boa harmonização, sugere-se um Malbec. O argentino Nieto Senetiner Emilia Malbec é uma boa pedida, vinho seco, encorporado com acidez el…